Brasil: Agrestina organiza o primeiro Encontro da Cultura de Paz

. . PARTICIPACIÓN DEMOCRATICA . .

por Helena Lourenço

Em uma reunião realizada no dia 25 de agosto em Agrestina (Pernambuco, Brasil), representantes de nove comunidades concordaram em criar uma comissão provisória que conduzirá à formação de um Conselho da Cultura da Paz, da região de Agreste.


Foto: Jocelim Valdemar/ Decom – PMA

O evento foi realizado pela Câmara Temática da Mulher do Consórcio dos Municípios do Agreste e Mata Sul
 
Compuseram a mesa do evento a coordenadora da Câmara Temática da Mulher do Comaqsul e coordenadora regional do Agreste Central da Secretaria da Mulher do Estado, Betânia Ribeiro, a secretária de Políticas Públicas para as Mulheres de Agrestina, Emilia Alves, a presidente da Associação Brasileira de Festivais de Folclore do Brasil – ABRASOFA, Helena Lourenço, a representante das Gestoras de Políticas Públicas para as Mulheres da Região do Agreste Central, Claudia Roberta, o prefeito de Lagoa dos Gatos, Edmilson Moraes, e o palestrante convidado, David Adams.

O tema do discurso do Dr. Adams foi: A trajetória da Cultura de Paz e não violência. Ele falou de sua experiência como Diretor do Ano Internacional das Nações Unidas para a Cultura da Paz (2000). Durante o ano internacional, 75 milhões de pessoas em todo mundo, das quais 15 milhões no Brasil, assinaram o manifesto de 2000, como parte da iniciativa de promoção da cultura de paz. “Isso mostra uma grande consciência sobre a necessidade de mudança da nossa cultura para uma mudança de cultura de paz”, disse.

(Artigo continuou na coluna à direita)

(Clique aqui para a versão inglês.)

Pregunta(s) relacionada(s) al artículo

How can culture of peace be developed at the municipal level?

(Artigo continuação da coluna esquerda)

A proposta da cultura de paz busca alternativas e soluções para estas questões que afligem a humanidade como um todo, não se foca na questão da violência, mas na paz como um estado social de dignidade onde tudo possa ser preservado e respeitado. Estes pontos são um dos grandes desafios da construção de uma cultura de paz.

De acordo com as Nações Unidas, a cultura da paz tem oito aspectos: 1. Educação para uma cultura de paz; 2. Tolerância e solidariedade; 3. Participação democrática; 4. Fluxo livre de informações; 5. Desarmamento; 6. Direitos humanos; 7. Desenvolvimento sustentável; 8. Igualdade de gêneros

Ele disse, “É preciso substituir a cultura de guerra pela cultura de paz. Isso pode ser feito pelas cidades porque as cidades não tem necessidade de armas nucleares, não existe necessidade de cultura de guerra.

O pesquisador completou sua participação dizendo que tem um sonho em ver o Brasil ser reconhecido por disseminar a cultura de paz. “O Brasil será conhecido mundialmente por ser um país que busca a cultura de paz, graças aos jovens que vão as comunidades e favelas para trabalhar e aprender sobre cultura de paz. São esse jovens que vão espalhar a cultura de paz”, concluiu.

De acordo com a UNESCO, a cultura de Paz “está intrinsecamente relacionada à prevenção e à resolução não-violenta de conflitos” e fundamenta-se nos princípios de tolerância, solidariedade, respeito à vida, aos direitos individuais e ao pluralismo. Essa discussão se fortalece a partir da crescente visão da responsabilidade universal pela construção de um novo mundo e coloca este tema como uma das principais ações educativas, que promovem fontes efetivas de paz no mundo.

COMAGSUL – É o Consórcio dos Municípios do Agreste e Mata Sul e nasceu das necessidades comuns entre os municípios do Agreste e Mata Sul, com populações inferiores a 70.000 habitantes. O consórcio tem como missão promover a integração regional, fomentar o desenvolvimento socioeconômico e cultural do Agreste e Mata Sul de Pernambuco além de fortalecer a Gestão Municipal através de ações consorciadas, buscando a troca de experiências e redução de custos da gestão de serviços públicos entre dois ou mais municípios integrantes do consórcio. Atualmente, o quadro de municípios consorciados é de 22 municípios.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *