Londrina, Brasil: 5ª conferência Municipal da Cultura de Paz

. . PARTICIPACIÓN DEMOCRATICA . .

Um evento postada no Facebook do COMPAZ Londrina

A 5ª Conferência Municipal da Cultura da Paz do COMPAZ Londrina (Conselho Municipal de Cultura de Paz) ocorreu 01 de junho e 2. Todo Cidadão poderá participar da conferência. Tema da Conferência:”Justiça Restaurativa e a Construção da Cultura de Paz”.

Londrina
Juiz Leoberto Brancher

“O pensamento positivo gerando palavras e imagens positivas, que criam mundos de Culturas de Paz em Londrina, e que será através da mídia local irradiada e repercutida para todo o Paraná e Brasil” Um mundo melhor necessita de relações mais positivas entre as pessoas. Para que estes mundos se tornem melhores as mudança devem se iniciar dentro da cada um e o melhor de cada individuo deve ser procurado. Os pensamentos positivos são fundamentais nestas mudanças, pois os pensamentos e imagens contagiam, e criam formas que se materializam.

Há dezesseis anos existe em Londrina um Movimento pela Paz e Não-Violência, formalizado através da criação da Lei Municipal 8.437 que instituiu a Semana Municipal da Paz e o Dia Municipal da Paz. A Lei formatou uma Comissão Organizadora Municipal para organizar anualmente o evento que tem se estendido para a região. Desde maio/2008 o COMPAZ – Conselho Municipal de Cultura de Paz assumiu junto com o Londrina Pazeando esta organização.

«Londrina tangibilizou a paz, não há mundo sustentável sem paz» afirma o jornalista André Trigueiro quando esteve em Londrina participando do 4º Fórum Estadual de Mídia de Paz, e falou sobre “A contribuição da imprensa na construção do mundo sustentável’’ e o pioneirismo de nossa região.

Entre os palestrantes:

– Profa. Lia Diskin cofundadora da Associação Palas Athena

– Juiz Leoberto Brancher, membro da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), e que é assessor especial da presidência para difusão da Justiça Restaurativa no Brasil

– Paulo Roberto de Souza, Professor no Curso de Direito da UEM e Coordenador do Programa de Justiça Restaurativa e Cultura de Paz da UEM – PROPAZ-UEM

( Clique aqui para a tradução em Inglês)

Pregunta(s) relacionada(s) al artículo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *