French
Spanish
GLOBAL MOVEMENT FOR A CULTURE OF PEACE

On the left below, please find an article for the Culture of Peace News Network and on the right the discussion related to this article. You are invited to read and join in the discussion by clicking on any of the questions listed here, or, if you wish, you may enter a new discussion question as described on the bottom of this page. Please take the time to check one of the boxes below as to whether this article should be given a high priority, a medium priority or no priority

Learn Write Read Home About Us Discuss Search Subscribe Contact
by program area
by region
by category
by recency
United Nations and Culture of Peace
Global Movement for a Culture of Peace
Values, Attitudes, Actions
Rules of the Game
Submit an Article
Become a CPNN Reporter


Seminário Regional de Cultura de Paz reúne educadores de 14 cidades em Arapiraca, Brasil
an article by Aqui Acontece, Brasil, de Agência Alagoas

Arapiraca recebe nesta quinta-feira (2) o primeiro de oito seminários que se propõem a discutir proposta de educação de paz e não violência a ser empregada nas escolas municipais e estaduais em todo o Estado de Alagoas. Chamado de Sercapaz – Seminário Regional de Cultura de Paz – e promovido pela Secretaria de Estado de Promoção da Paz (Sepaz), esta primeira edição acontece no Planetário do Lago da Perucaba, das 8h às 17h, reunindo os 14 municípios que compõem o polo de Arapiraca.



click on photo to enlarge

O evento é voltado para professores, coordenadores, diretores e membros dos conselhos escolares das cidades de Arapiraca, Craíbas, Coité do Nóia, Belém, Tanque D’Arca, Girau do Ponciano, Feira Grande, Limoeiro de Anadia, Campo Alegre, Teotônio Vilela, Junqueiro, Lagoa da Canoa, Campo Grande e Mar Vermelho.

Elas compõem o polo de Arapiraca, uma das oito regiões em que o Estado foi dividido para a organização e construção dos seminários regionais, um em cada polo, de forma a legitimar e expandir as ações de educação para paz, respeitando as características de cada local.

“A proposta dos seminários é reunir os personagens principais do processo educacional – os educadores, coordenadores, os Conselhos Escolares – para a construção de uma proposta pedagógica coletiva de educar para paz. Apresentar ideias, mas também construir junto com os educadores. O seminário tem essa mão dupla, tem essa proposta que estamos levando, mas que queremos legitimar com eles”, explica o secretário de Estado de Promoção da Paz, Jardel Aderico.

Composto de palestras e oficinas sobre educação para paz e não-violência e mediação de conflitos, o seminário terá a participação do professor Nei Alberto Salles Filho, que coordena o Núcleo de Estudos e Formação de Professores em Educação para Paz, da Universidade Estadual de Ponta Grossa, no Paraná.

O objetivo dos oito seminários regionais que acontecerão em Alagoas é legitimar e expandir ações de educação para paz para os 102 municípios, já que atualmente, o estado de Alagoas conta, através da parceria entre Sepaz e prefeituras, com ações deste tema em 29 municípios, com um programa específico (o Educação para Paz nas Escolas), voltado para alunos do Ensino Fundamental.

“O programa de Educação para Paz que atualmente é desenvolvido passa a ser um dos projetos, uma das ferramentas de educação para paz, mas ele passa a não ser mais a única. A gente passa a trabalhar uma proposta que envolva outras alternativas e formas de atuar, envolvendo, inclusive, todos os profissionais da escola. A ideia é que de cada um desses seminários saia uma contribuição para uma proposta mais efetiva e que possa ser reproduzida nos 102 municípios”, diz o secretário Jardel Aderico.

Uma das inspirações para a proposta veio das avaliações do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). As duas escolas com o maior Ideb do país, na Bahia e no Distrito Federal, contam com uma dinâmica de acolhimento dos alunos, para que eles se sintam estimulados no ambiente escolar. Com o passar do tempo, foi observado melhora no comportamento dos alunos, interesse nas aulas e mais respeito pelo ambiente escolar.

( Clique aqui para uma versão inglesa)

DISCUSSION

Question(s) related to this article:


Peace education in Canada: Model for other countries?,

* * * * *

Latest reader comment:

Your report about the Conference on Peace education illustrates how individuals, especially students, can make a significant difference in the culture of peace. I'm fascinated by the work done by a few Canadian students concerning the use of computers as a means of promoting a culture of peace. Is their website online?

This may be of particular value here because of Maine's Learning Technology Initiative, a state program designed to make available laptops to all 7th and 8th grade public school students by the end of this school year. What a boon it would be if they were all aware of CPNN!


This report was posted on May 6, 2013.