Brasil: Convocação do Fórum Social Mundial 2018

. LIBERTAD DE INFORMACIÓN .

Convocação do Fórum Social Mundial 2018

O Coletivo Brasileiro de Organizações e Movimentos Sociais, espaço articulador do FSM 2018, vem por meio desta CARTA ABERTA convocar as pessoas, organizações, movimentos sociais, redes e plataformas de movimentos do Brasil, da América Latina e do Mundo para se incorporarem ao processo de organização e realização do Fórum Social Mundial 2018 que ocorrerá no Brasil, de 13 a 17 de março de 2018, em Salvador, Bahia.


Coletivo Baiano do FSM

O Conselho Internacional do FSM em sua última reunião em janeiro de 2017, em Porto Alegre, entendeu ser urgente e necessária a realização de uma edição mundial do FSM, em março de 2018, em Salvador, pela gravidade da crise econômica, social, ambiental e a crise dos valores democráticos que vive a humanidade. O crescimento do pensamento reacionário e autoritário, tanto no Brasil, na América Latina e no Mundo, coloca todas e todos os defensores de um novo mundo nos marcos da solidariedade, justiça social democracia e paz, em estado de alerta e permanente mobilização, e exige um processo de articulação e unidade mundial dos movimentos sociais para luta de resistência e transformação da realidade caótica que aflige a humanidade.

O Fórum Social Mundial se consolidou como espaço aberto de encontro horizontal e plural para o debate democrático de ideias, a formulação de propostas, a troca livre de experiências e a articulação para ações eficazes, de entidades e movimentos da sociedade civil planetária que se opõem ao domínio do mundo pelo capital e por qualquer forma de imperialismo. É um processo de caráter mundial que busca construir alternativas a globalização neoliberal e que tem procurado fortalecer as articulações dos movimentos sociais, redes e outras formas de articulações da sociedade civil nos âmbitos nacionais e internacionais aumentando a capacidade de resistência social, com pluralidade, ao processo de desumanização que o mundo está vivendo.

O Fórum Social Mundial se consolidou como espaço aberto de encontro horizontal e plural para o debate democrático de ideias, a formulação de propostas, a troca livre de experiências e a articulação para ações eficazes, de entidades e movimentos da sociedade civil planetária que se opõem ao domínio do mundo pelo capital e por qualquer forma de imperialismo. É um processo de caráter mundial que busca construir alternativas a globalização neoliberal e que tem procurado fortalecer as articulações dos movimentos sociais, redes e outras formas de articulações da sociedade civil nos âmbitos nacionais e internacionais aumentando a capacidade de resistência social, com pluralidade, ao processo de desumanização que o mundo está vivendo.

(O programa continua no lado direito da página)

(Clique aqui para uma versão em Inglês o
clique aqui para uma versão em Francês )

 

Question related to this article:

World Social Forums, Advancing the Global Movement for a Culture of Peace?

(O programa continua a partir do lado esquerdo da página)

Neste sentido, frente a grave crise civilizatória mundial, o FSM 2018, em Salvador, é uma grande oportunidade de reunião dos movimentos altermundialista para pensar saídas comuns para a humanidade, numa ótica solidária, democrática, de respeito as diversidades, que busquem enfrentar as causas das várias formas de violências, das desigualdades sociais e regionais.

O Brasil e a Bahia, em particular, são espaços onde os movimentos de resistências tem se ampliado nos últimos meses frente aos ataques dos setores conservadores nacionais e internacionais. Aqui, busca-se refletir sobre os erros e acertos das estratégias adotadas pelo campo democrático e popular, no último período histórico. Por isso, uma edição do FSM em Salvador, será uma grande oportunidade de unir estas várias experiências de resistências para, de forma fraterna e comprometida, pensarmos ações eficazes para enfrentar os pensamentos autoritários que tomam corpo no Brasil e no Mundo.

A escolha do lema, Resistir é Criar, Resistir é Transformar indica que, para o Coletivo Brasileiro, nossa resistência tem o germe do novo. Entendemos que, neste processo mundial de lutas dos povos, dos territórios e dos movimentos contra o neoliberalismo, contra o imperialismo e contra a degradação ambiental, estamos construindo, na prática, no dia-a-dia, as alternativas de um outro mundo possível.

Por isso, o Conselho Internacional do FSM e o Comitê Facilitador do FSM 2018 CONVOCAM, as cidadãs e cidadãos do mundo, comprometidas e comprometidos com a construção de uma sociedade solidária, radicalmente democrática, ambientalmente sustentável e socialmente justa, que se somem ao processo de organização e realização do Fórum Social Mundial 2018, Resistir é Criar, Resistir é Transformar. A participação de todas e todos é fundamental para o futuro de nossas utopias.

São Paulo, 18 de agosto de 2017

Coletivo Brasileiro do FSM 2018

Adesões podem ser encaminhadas ao email: forumsocialmundial@fsm2018.org ou pelo próprio site www.fsm2018.org.

Coloque o título: Adesão à convocatória do FSM. E informe seu nome e de sua organização.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *