French
Spanish
GLOBAL MOVEMENT FOR A CULTURE OF PEACE

On the left below, please find an article for the Culture of Peace News Network and on the right the discussion related to this article. You are invited to read and join in the discussion by clicking on any of the questions listed here, or, if you wish, you may enter a new discussion question as described on the bottom of this page. Please take the time to check one of the boxes below as to whether this article should be given a high priority, a medium priority or no priority

Learn Write Read Home About Us Discuss Search Subscribe Contact
by program area
by region
by category
by recency
United Nations and Culture of Peace
Global Movement for a Culture of Peace
Values, Attitudes, Actions
Rules of the Game
Submit an Article
Become a CPNN Reporter


Santos cria Comissão da Paz para evitar a violência e o preconceito (Brasil)
an article by globo.com

Video: Santos: Comissão da Paz

O prefeito de Santos e o secretário de Defesa da Cidadania da cidade assinaram, nesta quinta-feira (12), o documento para a criação de uma Comissão da Paz para evitar a violência e o preconceito.



click on photo to enlarge

A ideia da criação do grupo é transformar a socidade em um local mais civilizado. "Nós fizemos atos no ano passado como o Onda da Paz, o abraço na orla da praia, que contou com a participação de milhares de santistas. É cada vez mais importante estimular esse tipo de ato e difundir a cultura da paz no dia a dia da população", afirma o prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa.

De acordo com o Secretário de Defesa da Cidadania de Santos, Marcelo Del Bosco, de janeiro a agosto deste ano foram notificados 223 tipos de violência, sendo que a maioria é contra a mulher. "Nós estamos desenvolvendo um trabalho de ir nas comunidades, fazendo pequenas palestras e tentando identificar, nessas palestras, a mulher que não denuncia o agressor. Já conseguimos alguns casos importantes quando ela fica com medo de denunciar o agressor. Com o trabalho e a conversa, nós conseguimos extrair essa questão", afirma o secretário de Defesa e Cidadania, Marcelo Del Bosco Amaral.

A Prefeitura procurou o ex-ministro da Justiça e ex-secretário nacional dos direitos humanos, José Gregori, que é presidente da comissão de Direitos Humanos da Universidade de São Paulo, para ajudar a formar a comissão de paz. Segundo ele, a educação é o principal e melhor caminho para uma sociedade mais justa. "Realmente é colocar a educação como uma prioridade absoluta e, nesse sentido, valorizar o professor, aumentar a qualidade do ensino que o professor é capaz de passar, para a gente melhorar pela base o Brasil e, hoje, melhorar pela base significa melhorar a qualidade da nossa educação", afirmou Gregori.

A comissão terá como um dos desafios reforçar o trabalho social. E, assim, evitar qualquer tipo de violência, seja psicológica ou física. "A questão da igualdade racial, o trabalho contra o preconceito, contra a homofobia. Eu acho que esse tipo de violência, que tem assolado o país, a gente pode combater. A comissão da paz vai ser importante. É um conjunto, são as diversas secretarias do município e também pessoas da sociedade civil", finaliza Del Bosco.

( Clique aqui para uma versão inglesa)

DISCUSSION

Question(s) related to this article:


Qual é a história da cultura de paz no Santos?,

How can culture of peace be developed at the municipal level?,

* * * * *

LATEST READER COMMENT:

A seguir vem a blogspot de ABrasOFFA. . .

O que é Cultura de Paz? Já nascemos violentos? ou adquirimos ao longo das nossas vidas?

São perguntas como estas que a entidade ABrasOFFA vem trabalhando ao longo dos anos , conforme as diretrizes da UNESCO, onde há uma necessidade imperativa de se construir uma nova visão de Paz.

A Paz é a ausência de expressões da violência, minimizar os conflitos e  transformá-los em verdadeiras negociações, ainda são as alternativas possíveis.  Para isso, desde o ano de 1987 a ONG ABrasOFFA,  vem trabalhando na criação de Festivais Internacionais de Folclore no Brasil e no exterior, com o intuito de reunir diferentes grupos folclóricos espalhados pelo mundo e trabalhar as questões que envolvem a diversidade cultural de cada povo, com esta iniciativa a entidade tem trabalhado questões importantes como resgate cultural , ações voltadas para os jovens e intercâmbios com o intuito de disseminar a Cultura de paz e Não Violência entre os jovens.

Dentro do Programa de Ação pela Cultura de Paz das Nações Unidas, adotada em 1999 estão oito áreas de atuação e que merecem especial atenção, como.  Cultura de Paz através da Educação; Economia Sustentável e Desenvolvimento Social. Compromisso com todos os direitos humanos; equidade entre os gêneros; participação democrática. compreensão-tolerância-solidariedade; comunicação participativa e livre fluxo de informações e conhecimento e Paz e Segurança Internacional.

Participante de alguns movimentos internacionais pela Paz, a entidade ABrasOFFA já obteve destaque junto a Organismos Internacionais,  como a Chancela da UNESCO em dois dos seus projetos:  a Rede de Jovens pela Cultura da Paz e o Festival Internacional de Folclore do Brasil e ainda a presença no Salão Internacional das Melhores Iniciativas pela Paz, realizado em Paris, onde no ano de 2006 e 2008 foi a única entidade brasileira convidada a participar com oficinas e palestras voltadas para divulgar os seus projetos.

Em agosto de 2009 a ABrasOFFA , realizou o I Congresso Mundial da Paz ,nas Américas, com o apoio do SENAC e da UNIP-Santos.

Vieram pessoas ligadas a Projetos pela Cultura de Paz e Não Violência de países como Espanha, Noruega, Áustria, Estados Unidos, Inglaterra, México e Paraguai, do Brasil o destaque ficou para a renomada Lia Diskin- São Paulo , que participou da Abertura do evento no Teatro Coliseu.

Tivemos participando desta iniciativa,  o Ex-Diretor da UNESCO, o neurocientista David Adams, americano que foi o responsável pela Década da Paz, uma das diretrizes implementadas pela UNESCO,  no ano de 2000-2010.

Em março de 2010, David Adams, retornou ao Brasil e entregamos na presença de mais de 500 pessoas, no Auditório da UNISANTOS, à solicitação da Criação de um Conselho de Paz, na cidade de Santos,  ao então Vereador Arlindo Barros, o qual encaminhou ao Executivo, mas que não houve aceitação.

De lá para cá, a entidade realizou alguns trabalhos voltados para a Cultura de Paz e Não Violência, como o projeto Paz na Ponta do Giz, na Escola Pedro Crescenti e na área do Mercado Municipal de Santos além de dar continuidade à criação de Festivais Nacionais e Internacionais de Folclore com o foco voltado para a Cultura de Paz e Não Violência.

Responsável no Brasil,  pela elaboração do Relatório Mundial da Década da Paz, a ONG participou junto à renomadas organizações espalhadas pelo mundo,  da coleta e elaboração de informações  da Sociedade Civil  e das  ações realizadas. Em setembro de 2010, o relatório foi entregue na ONU, colaborando com informações relevantes acerca do trabalho que vem sendo realizado pelo mundo.

Mas o trabalho da entidade não parou aí, articulações e ações concretas fizeram parte do trabalho desenvolvido.

Na semana de 02 a 08 de dezembro, em Agrestina-Pernambuco, um grupo de jovens se reuniu, para colocar em práticas algumas ações pela Cultura de Paz e Não Violência, voltadas para a cultura , ideia esta que surgiu do trabalho realizado pelos jovens voluntários da ABrasOFFA e que faz parte do  Projeto Jovens pela Cultura da Paz.

No dia 12 de dezembro, após algumas tratativas, foi  assinado pelo Prefeito Municipal de Santos, o Ato de criação de um Conselho pela Paz, iniciativa da ABrasOFFA e que contou com o apoio do Dr. . ...more.


This report was posted on 15 diciembre 2013.